domingo, 27 de maio de 2018

Os Lusiádas na Figuração de Levi Guerra

No dia 15 de maio, tivemos a honra de assistir a uma "aula aberta" com o artista plástico Levi Guerra a expor as suas pinturas no Centro de Artes de Águeda. Explicou-nos a sua motivação na escolha do temas destas 10 pinturas que corespondem aos 10 Cantos dos Lusíadas e chamou a atenção para alguns pormenores dos seus quadros.
Foi uma aula viva e colorida.
À turma do 9ºE, deixou uma mensagem de esperança, e lembrou que a partir da leitura dos Lúsiadas se faz uma reflexão cívica perfeitamente atual. Deu por exemplo a ousadia dos portugueses e pediu que nã dessem ouvidos aos "velhos do Restelo". Nada se obtem sem esforço e sem trabalho, o caminho é vosso.

Levi Eugénio Ribeiro Guerra nasceu em Águeda a 19 de setembro de 1930. Licenciou-se em Medicina no ano de 1955. Foi docente da FMUP entre 1957 e 2001, tendo dirigido os serviços de Biologia Médica (1969/1972) e Nefrologia (1993/2000), assim como o departamento de Medicina (1998/2000).
Reformado como Diretor de Serviço do Hospital de S. João, foi o fundador e Diretor dos Serviços de Nefrologia do Hospital de Santo António e do Hospital de S. João, “fellow” do American College of Physicians, membro honorário da Academia Brasileira de Medicina, da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna e da Sociedade Portuguesa de Nefrologia. Uma carreira médica e académica que lhe valeu várias distinções, incluindo o Prémio Nacional de Saúde 2013 do Ministério da Saúde, a Medalha de Ouro da Ordem dos Médicos, em 2016, ou a Medalha de Ouro da Cidade do Porto, nesse mesmo ano.
Enquanto artista plástico e autor, foi objeto de 27 exposições individuais de pintura e tem dois livros de poesia publicados. 
Retirado de https://noticias.up.pt
Uma pessoa bem interessante e um exemplo, como se pode ver neste trabalho da RTP









Sem comentários:

Enviar um comentário